News

Póvoa de Varzim - 15.05.2015

EM BREVE, UMA NOVA PÓVOA DE VARZIM!

 

Póvoa de Varzim, 15.05.2015

Em breve, uma nova Póvoa de Varzim. Um concelho preparado para o futuro, que se perspetiva social, económica e ambientalmente mais desenvolvido. Decorrem várias obras em todo o concelho de forma a alcançar estes objetivos. Ontem, durante toda a tarde, o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira – acompanhado pelo Vice-Presidente, Luís Diamantino, e pelos Vereadores Andrea Silva, Lucinda Delgado e Ricardo Zamith – visitou as empreitadas.

A comitiva começou por verificar as intervenções em Argivai, Beiriz, Terroso, Amorim, Estela e Navais para a colocação de relvados sintéticos. Adepto da filosofia “dar a cana e não o peixe”, o Presidente da Câmara Municipal pretende que este conjunto de equipamentos permitam às associações uma sustentabilidade na sua atividade. Só assim é possível que as associações se tornem mais independentes e não se contentem apenas com o pedido de subsídios.

Em todos os campos, Aires Pereira conversou com os respetivos Presidentes de Junta e Presidentes das associações locais colhendo as suas preocupações e conciliando esforços para que, dentro das disponibilidades financeiras de cada instituição, as melhorias nas instalações continuem a verificar-se.

Diga-se que, com estas intervenções, com a criação dos excecionais campos de relvado sintético, a Póvoa de Varzim será, com certeza, um concelho ímpar para a prática de futebol e outras modalidades, em benefício dos atletas das associações e da população em geral. A inauguração acontecerá durante o mês de junho.

Este investimento foi possível graças ao financiamento através de Fundos Comunitários. Foi possível alcançar em apenas um ano o que estava previsto acontecer em quatro. Recorde-se que foram assinados, entre o Município da Póvoa de Varzim e a Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte (ON.2), os contratos de financiamento no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte (ON.2) referentes à concessão de comparticipação financeira FEDER destinada aos projetos de Colocação de Relva Sintética nos Parques Desportivos das Freguesias de Terroso e Beiriz.

O montante global de investimento para a colocação de relva sintética nestes seis Parques Desportivos ascende a €1.120.308,13, sendo considerado elegível para efeitos de comparticipação FEDER o valor de € 1.056.894,47. A comparticipação financeira atribuída pelo ON.2 foi de € 898.360,30, ou seja 85% do investimento elegível.

 

Depois da parte desportiva, o Executivo seguiu para Aver-o-Mar e Aguçadoura, onde pôde apreciar o resultado de um investimento de dois milhões de euros na orla costeira do concelho, que em muito beneficiará o ambiente e o espaço urbanístico, prolongando, a norte, a via estruturante do turismo e do lazer. E, aqui, prepare-se para ficar absolutamente encantado com as melhorias realizadas. As imagens e as palavras não são suficientes para descrever a nova cidade que irá surgir, desde Aver-o-Mar até Aguçadoura, com novas zonas de estar, passadiços e zonas de estacionamento. Por isso, o melhor é aguardar pela inauguração, cuja data será anunciada em breve, para ver com os seus próprios olhos uma Póvoa de Varzim que sorri.

 

A Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição é outro dos empreendimentos que vem reforçar a oferta turística. Lembramos que na última Reunião de Câmara foi aprovado o processo de concurso público para a concessão dos direitos de ocupação dos estabelecimentos da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição. É intenção do Presidente que “o processo seja o mais transparente possível para que todos possam contribuir para que seja um sucesso esta exploração da Fortaleza. Isto constitui a rótula de desenvolvimento da trilogia Garrett – Fábrica A Poveira – Fortaleza Nossa Senhora da Conceição. É importante que esta âncora nasça bem e que este concurso seja bastante concorrido e que tenhamos nós, executivo, a sabedoria de escolher as melhores propostas”.

E, foi exatamente a Fábrica A Poveira a paragem seguinte do Executivo. Recordamos que a Assembleia Municipal reuniu-se no passado mês de outubro com o objetivo de submeter à aprovação dos deputados a compra da antiga  fábrica “A Poveira”. O processo foi aprovado por unanimidade. A Fábrica Poveira foi adquirida por um milhão e 300 mil euros (sendo 75% financiados pelo Fundo de Turismo).

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, referiu que este imóvel irá ser fulcral para o desenvolvimento do concelho. Segundo o autarca, o edifício tem “características muito interessantes para a cidade e com grande potencial para o desenvolvimento do concelho. É um projeto que irá nascer com a vontade de todos”. O objetivo do Museu do Mar é evocar a tradição da indústria conserveira e as raízes piscatórias da gente poveira. O projeto prevê a construção de um centro de formação profissional de hotelaria para colmatar uma carência existente nessa área e um restaurante-escola ligado à gastronomia marítima, além de uma área, na nave central, com um vasto acervo museológico alusivo à indústria conserveira, constituído por um vasto espólio que inclui utensílios usados nesta atividade. Vai albergar, ainda, uma réplica da lancha poveira, com cerca de 13 metros, que é considerada um ícone da Póvoa de Varzim ligada à arte secular da pesca artesanal.

 

Finalmente, em Aver-o-Mar, a visita ao Sistema Elevatório de Agro-Velho. O equipamento irá receber as águas residuais domésticas provenientes das Vilas de Aver-o-Mar e de Aguçadoura e parte das águas residuais domésticas provenientes da Aldeia de Navais. Aires Pereira explicou que a execução desta obra foi prioritária para o município, atendendo ao desenvolvimento urbano que tem vindo a ocorrer nos aglomerados urbanos indicados e uma vez que a Estação Elevatória ali existente se encontrava com a sua capacidade esgotada.

 

Share This Post: